segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Série: PALAVRAS - Estudo 2

O poder criador da palavra falada
(LEITURA: Tiago 3: 2 a 8)

No último estudo usamos alguns ensinamentos bíblicos descritos pelo Pastor Hernandes Dias Lopes para entendermos o poder da língua no Reino Espiritual. Vimos que a palavra lançada pode trazer benção ou maldição sobre quem as ouve. Hoje, vamos nos aprofundar um pouco mais na questão das palavras que saem da nossa boca.

A Bíblia é muito clara quando diz que Deus usou a palavra para fazer todas as coisas, e também nós temos a disposição essa “palavra criativa”, ou, com “poder de criação”. Romanos 4:17 diz que “Deus dá vida aos mortos e chama à existência coisas que não existem como se existissem”, logo, através da Fé, podemos declarar a palavra de Deus e ver as coisas acontecerem.

O livro de Hebreus nos fala sobre o que é fé. Fé é chamar à existência as coisas que não existem como se elas já existissem. É visualizar no mundo espiritual. É entrar em dimensões que você sabe que não são fáceis e conseguir o resultado. Fé é “o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem”. (Hb 11:1). Há pessoas que desejam comprar algo, mas não necessitam de fé, porque possuem o dinheiro suficiente para efetuar tal compra. Ora, se alguém deseja comprar um carro, mas possui condições financeiras para fazê-lo, não precisa exercer um alto nível de fé para realizar a compra. Basta ir a concessionária. Logo, não há como utilizar fé naquilo que não traz um resultado de fé. Por isso mesmo, viver nessa dimensão de Fé pode parecer loucura. Mas creia, é poder de Deus a disposição de todas nós!

Vamos ler um trecho de um livro de David Young Choo, pastor da maior Igreja do mundo, na Coréia do Sul. Ele nos ajuda a entender um pouco mais sobre esse poder da nossa língua e o poder criador da palavra falada. Ele escreve assim:

“Existe uma verdade central que devemos aprender acerca do reino em que a fé opera. Há também um princípio básico acerca da palavra falada que devemos compreender. Portanto desejo falar-lhes a respeito do poder criador da palavra falada e por que o seu uso é de grande importância.

Certa manhã eu estava tomando meu desjejum com um dos mais preeminentes neurocirurgiões coreanos. Ele contava-me de várias descobertas médicas sobre o funcionamento do cérebro. Perguntou ele:

— Dr. Cho, o senhor sabia que o centro da fala no cérebro controla todos os outros nervos? Vocês, ministros, realmente têm poder, porque segundo descobertas recentes no campo da neurologia, o centro da fala no cérebro tem domínio sobre todos os demais nervos.

Então eu sorri, dizendo ”Sei disso há muito tempo”.

— Como é que descobriu isso? — perguntou ele. — Isto é coisa recente no mundo da neurologia.

Respondi-lhe que o Dr. Tiago me havia ensinado.

— Quem é esse Dr. Tiago? — interrogou ele.

— Ele foi um dos médicos famosos dos tempos bíblicos, há quase dois mil anos — respondi. — E no
seu livro, no capítulo três e nos primeiros versículos, o Dr. Tiago define claramente a importância da língua e do centro da fala.

O neurocirurgião ficou completamente embasbacado.

— A Bíblia realmente ensina isso?

— Sim — respondi. — A língua é o menor membro de nosso corpo, mas pode dominar o corpo todo.
Então esse neurocirurgião começou a expor as novas descobertas. Disse que o centro nervoso da fala tinha tal poder sobre todo o corpo que o simples fato de falar pode dar controle à pessoa sobre seu corpo, manipulá-lo da maneira que bem desejar. Disse ele:

— Se alguém diz constantemente 'Vou ficar fraco’, então imediatamente todos os nervos recebem essa mensagem e dizem: ‘Oh, preparemo-nos para nos tomar fracos, pois recebemos instruções da central de comunicação que devemos nos tomar fracos’. Então, em seqüência normal, ajustam suas atitudes físicas para a fraqueza. Se alguém diz: ‘Bem, não tenho capacidade alguma. Não posso fazer esse trabalho’, imediatamente os nervos começam a declarar a mesma coisa: ‘recebemos instrução do sistema nervoso central dizendo que não temos nenhuma capacidade, e que devemos desistir de tentar desenvolver qualquer habilidade. Devemos preparar-nos para fazer parte de uma pessoa incapaz’. Se alguém continua a dizer: ‘Sou muito velho. Sou velho demais, estou cansado e não posso fazer nada’, então de imediato o controle central da fala responde, dando ordens para esse efeito. Os nervos respondem: ‘Sim, somos velhos. Estamos prontos para a sepultura. Preparemo-nos para a desintegração’.

Essa conversa muito significou para mim, e teve um grande impacto em minha vida, pois pude perceber que um uso importante da palavra falada é a criação de uma vida pessoal de êxito. Exatamente como a Bíblia disse mais de 2.000 anos atrás, assim é hoje. A ciência médica comprovou esse princípio.

A Bíblia diz claramente que a pessoa que controla sua língua controla o corpo inteiro. O que você fala, você consegue. Se você continua a dizer que é infeliz, então o seu sistema fica condicionado a atrair a infelicidade, e você se sentirá a vontade com ela; você prefere ser infeliz. Mas se a pessoa se mantém dizendo que é capaz, que pode alcançar o êxito e ser feliz, então todo o corpo será levado a isso. A pessoa estará pronta para enfrentar qualquer desafio e vencê-lo. Este é o motivo pelo qual uma pessoa nunca deve falar de maneira negativa.

Antes que a pessoa possa ser mudada, deve mudar sua linguagem. Se não mudar a linguagem não poderá mudar a si mesma. Se deseja ver os filhos mudados, primeiro deve ensinar-lhes a usar a linguagem adequada e usá-la também. Se deseja ver jovens rebeldes e irresponsáveis transformados em responsáveis adultos, deve ensinar-lhes esta nova linguagem e usar para com eles também.

Onde podemos aprender esta nova linguagem? No melhor livro de línguas de todos, a Bíblia. Leia a Bíblia do Gênesis ao Apocalipse. Adquira a linguagem bíblica, fale a palavra de fé, alimente seu sistema nervoso com o vocabulário construtivo, progressivo, produtivo e vitorioso. Enuncie essas palavras; continue a repeti-las de modo que elas tenham controle de seu corpo inteiro. Então você se tomará vitorioso, pois estará completamente condicionado a enfrentar seu ambiente e circunstâncias e alcançar o êxito. Esta é a primeira razão importante para usar a palavra criada: a fim de criar o poder para ter uma vida pessoal de êxito.”

AMÉM! Esse é o poder de Deus! Lembre-se: não fazemos nada sem Ele, na verdade, tudo vem Dele e através Dele. Mas Ele próprio nos garantiu Poder ao deixar sobre nós o Espírito Santo (Atos 1:8). Assim, creia e pratique a Palavra. Descubra o que Deus pode fazer em você e através de você!#

Um comentário:

  1. Essa é a mais pura verdade, tudo depende da nossa língua, daquilo que falamos, que decretamos, quando professamos com palavras que não podemos e que somos fracassados, então seremos o que estamos afirmando... Temos que saber o que e quando falamos algo , pois podemos através de palavras amaldiçoarmos a nós mesmos, e quanto a isso nem Deus pode fazer nada por nós!

    ResponderExcluir