segunda-feira, 30 de maio de 2011

Série Mulheres da Bíblia - Estudo 8: Rispa

A que foi fiel e acabou honrada
(Texto Bíblico: 2 Samuel 21:1 a 14)

A história desta mulher, de nome Rispa, é uma história muito triste. Mas embora não tenha tido um final que poderíamos chamar de ‘feliz’, foi um final de honra que ainda hoje nos traz ensinamentos.

Podemos entender no texto bíblico que lemos que seus únicos filhos foram entregues para serem executados por causa dos pecados antes cometidos pelo pai de ambos, o Rei Saul – que nesta época já estava morto. Não vamos discutir aqui as formas do povo de Deus lidar com o pecado antes de Jesus ter vindo ao mundo para morrer por nós. O que precisamos saber é que naquela época, quando Rispa vivia, a humanidade estava debaixo da Lei, e não da graça, e por isso a remissão dos pecados só vinha através de sacrifícios. Além disso, os povos viviam em guerra para conquistar territórios e obter domínio – inclusive o povo de Israel, já escolhido por Deus como nação santa. Mas era uma época em que havia também muita rebeldia, paganismo, crueldade e ao mesmo tempo, provisão do Senhor para seu povo quando estes se arrependiam e o buscavam de todo coração. Quanto às mulheres, elas tinham poucos direitos e quase nenhum poder de opinar ou agir.

Davi, já coroado rei, enfrentava seca e fome em seu Reino. Como homem de Deus, consultou o Senhor e Ele lhe revelou o motivo: o não cumprimento de um voto de seu antecessor, o Rei Saul, que, sanguinário, tentou exterminar os gideonitas, que não eram israelitas, mas, tinham um acordo de paz com o povo de Israel. Como forma de quebrar a maldição que sobreveio sobre seu reino por conta dessa violação, Davi e os gideonitas decidiram executar sete descendentes de Saul – entre eles, os dois únicos filhos de Rispa.

Assim feito, a Bíblia relata que essa mãe ficou dias, talvez meses, velando o corpo dos filhos, que não receberam um funeral de respeito, como era costume na época. Ela não podia fazer nada por eles nesse sentido, mas seu amor de mãe não admitia que os corpos dos filhos servissem de alimento para aves e animais. Então ela ficou lá, dia e noite, zelando por eles. Durante esse tempo, o castigo sobre Israel terminou – pois começou a chover sobre a terra seca – e o Rei Davi acabou sabendo da atitude de Rispa. Então ele mandou buscar os ossos de Saul e Jonatas, que estavam enterrados fora do Reino, e juntou-os aos corpos dos que foram executados, inclusive os filhos de Rispa, e deu a eles um lugar de honra, enterrando-os num túmulo próprio.

Para nós isso pode não ter muito significado, mas para Rispa, foi uma vitória, afinal, era seu último feito como mãe: conseguir um destino honrado para os corpos de seus filhos.

A perseverança de Rispa nos encoraja, em primeiro lugar, a não desistir diante das dificuldades, mesmo que nossa dor seja tão severa quanto a dor da morte de alguém que amamos. Por amor e por um desejo ardente de fazer o que era certo – naquele caso, dar um enterro digno aos filhos – ela suportou dias de sol e calor, noites de frio e escuridão. Até que alguém com autoridade viu e honrou seu gesto. Sua fidelidade foi recompensada.

Da mesma maneira, Deus deseja que sejamos fiéis ao que é certo e àqueles que amamos. Mesmo que venham dias difíceis. No final, Ele irá honrar nossa atitude de serva.

Se alguém lhe diz para desistir do seu casamento porque você está sofrendo, lembre-se do que é certo aos olhos de Deus: “Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor...” (Malaquias 2:16); “Todo aquele que repudia sua mulher e casa com outra, comete adultério, e quem casa com a que foi repudiada pelo marido, também comete adultério.” (Lucas 16:18)

Se alguém lhe incentiva a cometer delitos e fraudes nos negócios “porque todos fazem isso”, lembre-se do que é certo aos olhos de Deus: “O que usa de fraude não habitará em minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos.” (Salmos 101:7); “Ficarão de fora os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que pratica a mentira” (Apocalipse 22:15).

Se há coisas que biblicamente são imorais mas a sociedade atual quer impor sobre a sua vida como sendo conceitos ultrapassados, lembre-se do que é certo aos olhos de Deus: “Não vos conformeis (não aceite como normal) com este mundo (o ‘sistema’ deste mundo), mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento (mente)...” (Romanos 12:2).

Em toda e qualquer situação, procure agir de acordo com a vontade Deus e Sua Palavra. Espere confiantemente e a honra virá sobre você e sua casa.

Em segundo lugar, Rispa nos mostra que nem sempre a vontade de Deus é a nossa. Se ela pudesse escolher, com certeza não entregaria seus filhos. Mas li uma ilustração bem interessante que diz assim:

“Certo dia, um homem e seu filho avistaram de cima de uma montanha a destruição de uma cidade. Homens, mulheres e crianças foram mortos. Alguns tinham entregue suas vidas a Jesus. Lá do alto, o homem então disse: ‘Ah, se eu fosse Deus!”. O menino perguntou: ‘Se o senhor fosse Deus não permitiria tal coisa?’ E o pai respondeu: ‘Não, se eu fosse Deus eu compreenderia...”.

Muitas vezes nos desgastamos questionando aquilo que acontece a nossa volta e que, aos nossos olhos, deveria ter sido diferente. Mas lembre-se que há um Deus Todo Poderoso cuja vontade é boa, perfeita e agradável, e que, quando nos vê tomados de aflição ou caídos numa armadilha, faz questão de vir ao nosso socorro e reverter a situação, transformando maldições em bençãos e morte em vida!

Os propósitos de Deus são maiores que os nossos. No caso dos filhos de Rispa, a nação de Israel foi salva daquele momento desesperador, pois o castigo cessou e a maldição foi anulada. E como hoje, naqueles dias, tudo era consequência dos pecados. Deus nunca desejou nosso sofrimento. Não se rebele contra Ele quando acontecerem coisas na sua vida ou à nossa volta – como tragédias, guerras e assassinatos - que são resultado do mundo pecaminoso e sem Deus que vivemos. Pelo contrário: tome posição e lute com todas as suas forças para fazer o que é certo a fim de que sua família, nossa cidade e nosso país sejam transformados, guardados e salvos.

Deus quer usar você e eu para mudar a história. Está disposta a pagar o preço?#



9 comentários:

  1. Parabens pelo blog e tambem pela palavra que Deus abeçoe o seu ministério

    ResponderExcluir
  2. Belo estudo bíblico feito. Que Deus abençoe. A paz de Cristo JEsus em seus corações.

    ResponderExcluir
  3. Ana Célia sexta-feira, 23/11/12quinta-feira, 22 novembro, 2012

    Que belo e agradavel é ler as maravilhas de Deus escrita por uma mente saudavel e temente a Deus... Parabens!! foi de otimo proveito esse estudo... suas palavras simples e claras para uma leitura confortavel para pessoas (como eu) ... Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  4. Amei o estudo sobre Rispa esta mulher incansavel,o sr. foi muito feliz ao relatar o sofrimento desta mulher que no momento mas dificil de sua vida permanesceu fiel,hoje o mundo está precisando mais de mulheres como Rispa.amém.

    ResponderExcluir
  5. Que Deus continue te abençoando de forma que venha expandir suas dicas espirituais para quem precisa ouvir a voz do espirito santo.
    Parabens

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, amada! Que Deus continue abençoando as mulheres em Seu ministério. Abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  7. DOMICIO M. ALVARESterça-feira, 21 maio, 2013

    Maravilhoso, muito lindo, todas as mulheres do mundo, devem ler essa historia de d. rispa, para o mundo ser de respeito, e solidariedade
    com as pessoas humildes e amor ao proximo.
    um abraço

    ResponderExcluir