segunda-feira, 23 de maio de 2011

Série Mulheres da Bíblia - Estudo 7: Débora

Uma mulher “poderosa”!
(Texto Bíblico: Juízes 4)

Débora com certeza foi uma mulher à frente do seu tempo. Ela era juíza e profetisa numa época em que as mulheres não eram assim tão valorizadas. A Bíblia nos conta que ela era casada com Lapidote e seu “Tribunal” ficava debaixo de uma palmeira, entre Rama e Betel. Os juízes antigos julgavam as questões do povo junto às portas das cidades ou num lugar público e determinado, e todos iam levar as suas queixas e receber as decisões, que eram inapeláveis. Tudo era muito simples, mas de qualquer maneira, vemos ali uma mulher feita juíza em Israel – um cargo governamental de extrema importância para a nação.

O trecho bíblico que relata a existência e a ação de Débora conta que Jabim, rei de Canaã, e seus aliados, estavam oprimindo as tribos do norte. Então ela chama Baraque e lhe pergunta a respeito dos negócios de Israel. Baraque era da zona atingida pelos ataques. Quando ele demonstra estar sem expectativas quanto ao que fazer para mudar a situação, ela lhe dá uma ordem, em nome de Deus: “Vai, atrai gente ao monte Tabor e toma contigo dez mil homens dos filhos de Naftali e dos filhos de Zebulom; e atrairei a ti Sísera, chefe do exercício de Jabim, e com os seus carros e com as suas tropas, o entregarei na mão. (...) E Baraque respondeu: Se tu fores comigo, irei!”. Claro que ela foi, e aquela vitória garantiu quarenta anos de paz em Israel.

Débora era uma mulher como nós. Sabemos que era casada e combinava seu chamado de Profetisa com a autoridade de ser Juíza. Além disso, era uma mulher equilibrada e corajosa mas também sensível e poetisa, características que observamos no cântico de sua autoria relatado em Juízes 5. Porém, a principal virtude de Débora era ser temente a Deus num mundo corrompido e pecaminoso: naquele tempo, o povo de Israel já havia se acostumado a um ciclo vicioso de rebeldia (serviam a Deus – caíam na idolatria – eram escravizados – clamavam a Deus – eram libertos – serviam a Deus – recaíam na idolatria…). O povo vivia um declínio espiritual e moral, mesmo após estarem estabelecidos na terra prometida.

Com esta mulher de Deus podemos aprender várias coisas:

1º: Se agimos com sabedoria, Deus nos colocar em lugares altos. Débora era esposa, mas Deus a colocou num cargo de autoridade até então só exercido por homens, onde ela aconselhava sobre tudo, inclusive, estratégias de Guerra. Julgava e tomava decisões para homens e mulheres. Era mediadora e consultora sobre qualquer assunto. Como ela poderia fazer isso se não fosse uma mulher sábia? E como ela seria considerada uma mulher sábia se não fosse uma boa esposa? Creio que não é a toa que a Bíblia relata que era casada com Lapidote, que quer dizer “Trovão”. Com certeza, pelo significado do seu nome, ele não era daqueles homens que deixaram de exercer seu sacerdócio no lar e por isso a mulher tomou a dianteira. Pelo contrário, quero crer que ele mesmo a abençoou para exercer seu cargo porque via na esposa tanta sabedoria que achava desperdício não compartilhar isso com o povo!

Algumas mulheres serão chamadas para exercer cargos importantes e poderão ser reconhecidas por suas capacidades de liderança e estratégias empresariais ou de negócios. Mas nunca se esqueça que nosso primeiro grande empreendimento é a nossa família. Seu sucesso no trabalho não será completo e não te fará realizada se dentro de casa você se ver como um fracasso. Dê mais valor aos elogios da sua família do que aos do mundo, pois são seus filhos, marido, mãe, pai e irmãos que convivem com você e sabem como você realmente é diante das crises, das aflições, dos problemas, do cansaço e dos dias de festa. Se eles disserem que você é uma mulher de Deus, acredite! Se não disseram ainda, preocupe-se em agir de maneira que eles possam ver em você a Glória e o agir do Senhor. Quando você cumprir bem seu papel de mulher outorgado por Deus, aí sim Ele mesmo dará a você novos e grandes desafios.

2º: Se estamos dispostas a obedecer, Deus nos honra. Além de incentivar Baraque para a guerra, Débora concordou em acompanhá-lo até o lugar da peleja. Aqui vemos sua disposição, coragem e Fé. Havia grandes obstáculos a vencer, porém, ela via Deus mais forte que eles. Os que confiam no Senhor olham para o Seu poder, e não para o exército inimigo ou os obstáculos. Débora foi ativa na batalha dando a estratégia e o sinal na hora do ataque. Ela não teve medo pois sabia que estava cumprindo uma ordem de Deus e Ele jamais a deixaria na mão. Quando alcançarmos esse nível de Fé, pagaremos qualquer preço para cumprir a vontade do Senhor. E o final, com certeza, será um lugar de honra na presença Dele. É promessa. Então, creia. Páre de temer e faça aquilo que Deus te mandar. Esse é o primeiro passo para alcançar a vitória.

3º: Coração grato nos fará mulheres inesquecíveis. Débora reconheceu o agir de Deus e o glorificou por todos os seus feitos através de um cântico. Ela reconhecia a Ele como sendo o segredo de suas conquistas. Atribuiu a Ele a glória e a vitória. Nunca se esqueça de louvar a Deus diante de uma conquista. Não deixe sua alma atribuir a você algum tipo de glória pelo sucesso de seus empreendimentos. Reconheça que sua capacidade e sua força estão em Deus, e assim, essa fonte de sabedoria e poder jamais se esgotarão na sua vida! O cântico de Débora ficou gravado para sempre. Que o meu e o seu louvor a Deus também produzam alegria e esperança a todos aqueles que nos cercam!

Deus quer nos fazer mulheres marcantes, cheias de poder do Espírito Santo. Débora ficou conhecida como “mãe” de Israel porque lutou com todas as forças para a salvação daquele povo. Fez aquilo que qualquer mãe faria por seus filhos. Somos mulheres e temos força e garra dadas pelo nosso Criador. Hoje Deus nos chama para sermos “poderosas”, mas não de acordo com o sistema desse mundo. Nosso poder não está no dinheiro, no trabalho, na beleza, na elegância, no corpo, no cabelo ou nas roupas. Está no Senhor dos exércitos que nos diz: “Desperte, Débora, Desperte!” (Juízes 5:12). Amém!#

14 comentários:

  1. Pra.Gostaria de parabeniza-la pelo seu trabalho.Pode-se ver que o ESPIRITO SANTO pastoreia o homem através do homem.Macho ou fêmea.Isso é o que suas ediçoes veem comprovar.DEUS a abençoe.Ass:Ana Lucia Nascimento.Bela Vista-MS.

    ResponderExcluir
  2. Pra.parabens pelo estudo pude entender um pouquinho do chamado de deus na vida da mulher.deus continue lhe abençoando,gostei muito do esclarecimento postado.Ass:Eline Cordeiro-araruama-RJ.

    ResponderExcluir
  3. JESUS TREMENDO ISSO AMEI MUITO ESTE ESTUDO QUE DEUS TE ABENÇÕE E TE CAPACITE A CADA DIA MAIS

    ResponderExcluir
  4. Deus lhe abençoe! Obrigada pelo estudo, está me auxiliando muito.

    ResponderExcluir
  5. Esse estudo é muito edificante...Deus abençoe

    ResponderExcluir
  6. Esse estudo é muito edificante para nossa alma e espirio, que sejamos como Debora uma mulher corajosa e confiante em DEUS!!!!! Q DEUS CONTINUE abençoando seu ministério.

    ResponderExcluir
  7. QUE MENSAGEM RICA PARA AS MULHERES, QUE DEUS ABENÇOE MUITO MAIS TUA VIDA , VASO DO SENHOR, PARA TRAZER CADA VEZ MAIS ENSINAMENTOS COMO ESTE.BOM SERIA SE TODAS AS MULHERES PUDESSEM LE-LO. MARAVILHOSO. A MINHA PARTE EU JA TOMEI POSSE. A PAZ DO SENHOR JESUS

    ResponderExcluir
  8. Mulheres como você que Nosso Deus está Procurando. Investindo no conhecimento! Homens e mulheres estão se engradecendo em seu proprio conhecimento, mais de nada vale. Valioso é aquele que vem do Espirito Santo que nos Capacita. E pude ver e netenter que voce está bem capacitada pelo Espito!! Parabens, excenete!

    Que a paz do Senhoe esteja contigo. Grandes Gigantes se levantam, mais para Cair!!! quando Deus está no negócio.

    ResponderExcluir
  9. Querida Pastora, seu estudo está uma bênção, só quero retificar que trovão ou relâmpago se refere ao nome de Baraque, e não ao de Lapidot, esposo de Débora. Eshet Lapidot que poderia ser traduzido como "esposa de Lapidot", mas também significa "mulher de tochas." Esta palavra, Lapidot, "tochas", aparece normalmente onde esperaríamos o nome de um marido, mas é um nome que soa estranho para um homem e, além disso, não tem o padrão usado na literatura bíblica "filho de".
    Fica na paz do Senhor Jesus

    ResponderExcluir
  10. UMA BENÇÃO QUE O SENHOR POSSA CADA DIA MAIS ABRIR SUA MENTE E TE DAR CADA VEZ MAIS ENTENDIMENTO...

    ResponderExcluir
  11. Uma palavra poderosa em Deus, parabéns pastora que Deus possa continuar lhe usando com GRAÇA e PODER.
    Lily Lopes

    ResponderExcluir
  12. É admirável seu blog e edificante também são seus estudos. Bom, gostaria de saber quantas séries fazem parte desse estudo, pois não encontrei o estudo 6. Meu contato é edna.v.sena@gmail.com caso leia esta mensagem e possa me ajudar.

    Obrigada,
    Edna.

    ResponderExcluir