terça-feira, 1 de junho de 2010

Série: Desvendando Provérbios 31 - Estudo 5

(Estudo para os Grupos de Crescimento das Mulheres)

Uma Mulher Cuidadosa!

(Leitura: Provérbios 31: 20 a 22)

Nos três versículos que destacamos hoje encontramos uma mulher cuidadosa. Ela cuida do próximo (v.20), cuida da família (v.21) e cuida dela mesma (v. 22). Nas próximas semanas vamos conversar sobre esses pontos, começando hoje pelo cuidado ao próximo e da família, especialmente dos filhos. Vamos lá?

1- Uma mulher virtuosa se preocupa e cuida do próximo

A Palavra de Deus nos fala em Provérbios e em muitos outros textos, da importância de valorizarmos e amarmos nosso próximo. É um mandamento de Deus, não é opcional. O Apóstolo Paulo, na carta aos Gálatas, capítulo 5, v.14, diz que o “resumo” de toda a Lei de Deus é esse: “ame ao seu próximo como a si mesmo”. Provérbios 14:21 diz que quem trata com bondade o necessitado “é feliz”, e o versículo 31 vai além, dizendo que tratar com bondade o necessitado é “honrar a Deus”.

Como Cristãos, sabemos que as boas Obras não nos garantem a Salvação. Não é isso que diz a Palavra. A Salvação nós recebemos gratuitamente e não é preciso “cooperar” com Deus para alcançá-la. Mas a fé e as obras caminham juntas. Somos salvos pela fé, para as obras. As obras não são a causa da nossa salvação, mas a evidência dela. Nas palavras do Pastor Hernandes Dias Lopes, “a fé é a causa instrumental da nossa salvação; as obras, o resultado visível dela”. Não podemos, portanto, praticar boas obras achando que isso irá substituir nossa Fé em Cristo – Fé que gera compromisso, responsabilidade e comunhão com Ele. Não se pode comprar a salvação com obras. Não se chega a Deus pelo mérito de obras. Hebreus 12:14 diz que sem Santidade “ninguém verá o Senhor”, ou seja, se eu não me arrepender dos pecados e não buscar a santificação, não verei a Deus mesmo que eu seja uma pessoa ‘boa’ ou ‘caridosa’. Mas ao mesmo tempo é enganoso imaginar que a fé pode ser legítima sem obras, porque a própria Bíblia diz que “a fé sem as obras é morta” (Tiago 2: 14 a 17). Quem ama a Deus, ama o próximo e demonstra esse amor com atitudes.

Vivemos num mundo tão egoísta que a maioria das pessoas se esquece de olhar para a necessidade daquele que está ao lado. Achamos bonita a descrição da Igreja Primitiva em Atos dos Apóstolos porque era uma igreja onde todos viviam realmente como irmãos, abençoando uns aos outros, em comunhão, partilhando até mesmo seus bens com aqueles que necessitavam. Achamos bonito, mas não temos coragem, ousadia e às vezes nem vontade para fazer o mesmo.

Vivemos num mundo onde um quer ser melhor que o outro e alcançar sucesso. Há uma frase que diz que “muitas vezes gastamos o que não temos, comprando o que não precisamos, para impressionar quem está pouco se importando”. Muitos vivem apenas preocupados em ser ou parecer melhor, mais rico, mais bonito, mais bem sucedido ou mais feliz que os outros. Quem sabe alguma de nós aqui sonha em ser celebridade, em ser famosa... mas para quê? Porquê?

Muitas mulheres vivem em depressão e mergulhadas num poço de amargura porque só sabem reclamar da vida. Nunca estão contentes com o que têm. Tenho certeza que algumas dessas mulheres se parassem de olhar para seu próprio umbigo e começassem a fazer algo de útil – como ajudar um necessitado – poderiam ser curadas e mais felizes (isso é bíblico, como vimos em Prov. 14:21). Pense nisso. Se você faz parte da família de Deus, precisa usar o Poder que Ele te deu para ser testemunha, Sal da Terra e Luz do Mundo. E isso não se faz apenas pregando, mas sim, agindo. E agindo com amor e sem interesses.

Qual foi a última vez que você estendeu seus braços para ajudar alguém? Quanto você gasta com roupas e quanto investe na ajuda aos necessitados? Você é daquelas que só gosta de ir à Igreja em dias de ‘Profecia’, ‘Revelação’, ‘Alegria’ e ‘Poder’, ou também sente prazer em estar diante de situações que nos desafiam a ser pessoas melhores e nos impelem à mudança de atitudes? Será que você se incomoda ou não gosta de Palavras como essa? Lembre-se que ajudar aos outros é uma forma de honrar a Deus...

Em 2º lugar, o texto nos fala de uma mulher que cuida da família... então:

2- Uma mulher virtuosa se preocupa em cuidar da família

Como mães e esposas virtuosas, esse é um de nossos deveres. Mas como fazer isso nesse mundo tão agitado que exige tanto da mulher?

Precisamos aprender a priorizar nosso lar e não apenas nossa casa. Explico. Muitas mulheres se preocupam muito em deixar a casa bonita, mas não se atentam para o cuidado da sua família - a essência do verdadeiro lar. Na semana passada aprendemos com a mulher virtuosa que devemos valorizar mais nosso marido e filhos do que nosso trabalho. Mas será que temos feito isso? Muitas vezes, amamos nosso trabalho e nos dedicamos a ele com todo nosso coração. Isso está correto. Mas, se você, assim como eu, tem filhos e marido, não pode deixar que esse trabalho ocupe todo o seu coração. Você precisar separar tempo – e tempo de qualidade – para estar com as pessoas que ama. Qual foi a última vez que você brincou com seus filhos pequenos ou sentou-se para conversar descontraidamente com aqueles que já estão crescidos? Qual foi a última vez que você e seu esposo jogaram conversa fora, namoraram e riram das piadas um do outro? Se ainda é solteira, qual foi a última vez que você assistiu um filme com seus pais ou fez um passeio com eles? Quando foi que a sua família se reuniu para orar e compartilhar um texto bíblico?

A realidade é que cuidar da casa e dos filhos, principalmente pequenos, exige empenho e cansa fisicamente. E é por isso que muitas mulheres preferem o trabalho secular: assim podem pagar outra pessoa para fazer o que elas não gostam de fazer. Infelizmente, essa é uma verdade. São poucas as mulheres que sustentam a casa financeiramente. A maioria quer trabalhar apenas para ter “status” ou para ter mais dinheiro a fim de comprar mais sapatos e quem sabe um ‘sofá’ novo... e assim deixam seus filhos pequenos aos cuidados de babás - mulheres que podem ser uma benção para muitas famílias, mas também podem ser mulheres frustradas, não tratadas de passado marcado por maldições, dores e amargura (como qualquer uma de nós poderia ser). Ninguém pode ser melhor para cuidar e educar um filho do que os próprios pais. Nem a melhor babá, nem a escola, nem as avós – por mais importantes que elas sejam na vida de qualquer um. Por isso, se você tem condições de fazer isso, aproveite. Se não tem esse privilégio e precisa realmente se ausentar durante todo o dia, ore e peça sabedoria a Deus para fazer de cada minuto ao lado de sua família um tempo precioso e inesquecível, de muito aprendizado para eles e para você.

O cuidado da mulher virtuosa para com sua família deve ser integral, envolve o físico e também a alma e o espírito. Você deve se preocupar em manter sua casa limpa e bem arrumada e seus filhos e marido com boa aparência. Mas também precisa fazer dos seus filhos pessoas emocionalmente saudáveis e com o coração receptivo à presença de Deus. Parece muito, mas o Espírito Santo pode nos capacitar. Deus já nos fez com as características necessárias para desempenharmos bem esse papel. O problema está em nosso querer desempenhar outros papéis...

Não pense que trabalhar fora é um erro. Pelo contrário, é também uma benção. Mas precisamos aprender a dividir nosso tempo e fazer escolhas certas. Se você tem filhos pequenos e pode ficar em casa com eles, perfeito! Se pode trabalhar apenas meio-período e passar o outro exercendo seu ministério de mãe, ótimo! Mas, se precisa trabalhar o dia todo, prepare-se: haverá momentos em que você poderá se sentir sobrecarregada, e isso não será ‘culpa’ de Deus. Então, não reclame e continue a exercer seu chamado com alegria! Se desejar em seu coração, ore para que Deus esteja lhe dando a direção certa e quem sabe condições financeiras para abrir mão de uma parte do dia em favor de cuidar dos seus.

Antes de terminar, quero apenas dizer que nosso objetivo com essas palavras não é trazer “peso” ao seu coração, mas sim, abrir nossos olhos para aquilo que Deus deseja de nós. E a minha oração é para que Ele nos dê muita sabedoria para sermos boas profissionais e ao mesmo tempo, mulheres que abençoam o lar, com uma presença que faz diferença e enche nossos filhos e marido de segurança, paz e alegria. Em Nome de Jesus! Amém!#

(Para deixar suas impressões sobre esse estudo clique abaixo em “comentários”)


2 comentários:

  1. Mais um estudo tremendo mesmo...eu antes já tinha esse pensamento de não me sobrecarregar de trabalhos ainda solteira mesmo, para estar preparada "psicologicamente" para quando Deus troxer meu esposo. Oro também p q o Senhor me abençoe com um esposo com condições boas(não rico) para eu poder cuidar dele, da casa e depois, dos filhos!

    Rô, vc continua uma bênção....e q o Senhor a cada dia te capacite mais!!

    Bjs
    Giorjana

    ResponderExcluir
  2. Amei seus estudos, sou uma Pastora tbm e realmente são muito bons. Deus continue capacitando-a a cada dia!
    Paula Cruz

    ResponderExcluir